Our Team

Pesquisa associa aumento dos acessos a sites pornográficos ao crescimento do número de fiéis que abandonam a igreja

Uma pesquisa sobre pornografia revelou que pode haver uma relação entre o crescente número de pessoas que procuram material erótico na internet e a quantidade de fiéis que deixam de frequentar os cultos.

A constatação se deu quando os pesquisadores avaliaram a correlação entre o aumento do acesso à internet e o aumento do número de pessoas que deixam de ser membros ativos de suas comunidades de fé.

Junto com o crescimento do acesso à internet, cresceram também os acessos aos sites de conteúdo pornográfico. De acordo com o Christian Post, um dos maiores portais de filmes adultos do mundo recebe sozinho 2% de todo o tráfego da internet. No total, há 420 milhões de páginas com conteúdo erótico.

“A pornografia tem sido parte da internet cada vez mais todos os dias. E as estatísticas de consumo online são surpreendentes, mesmo entre os cristãos”, comentou o blogueiro Joe Miller, que é analista da editora cristã Nelson Brooks. Segundo ele, a pornografia inibe “a oração e a contemplação benéfica”.

Para Miller, o ser humano é incapaz de trabalhar para satisfazer o “desejo e a santificação” ao mesmo tempo, e isso resulta em “ceder à atração de um ou outro”, o que explicaria o maior número de fiéis que deixam de frequentar as igrejas na mesma proporção de pessoas que acessam a pornografia.O escritor cristão Rod Dreher foi mais a fundo em sua análise: “Se você aceitar a visão do mundo moderno no sexo, e abandonar o ensino do cristianismo, em breve você vai deixar o cristianismo. As pessoas não gostam de ouvir isso, mas é verdade”, pontuou.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


%d blogueiros gostam disto: