Our Team

Um a cada quatro hispânicos dos EUA abandonou o catolicismo

O número de pessoas sem religião tem crescido, mas o país continua sendo o maior do mundo em número de protestantes

De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos, um a cada quatro hispânicos abandonou o catolicismo. A pesquisa foi realizada pelo Centro Pew de Pesquisa que identificou a queda entre os católicos imigrantes no país.

Assim como acontece em diversos países da América Latina, a Igreja Católica tem perdido fiéis para igrejas protestantes. Foram 12% a menos de católicos nos últimos quatro anos, segundo a pesquisa que notou que muitos católicos hoje se declaram como sem religião.

“Uma das tendências mais significativas no panorama religioso norte-americano é o crescimento dos que não estão inseridos em nenhuma religião”, assegura Cary Funk, um dos responsáveis pelo estudo.

De todos os hispânicos entrevistados, 55% se declara católico, 22% se declara protestante e 18% sem religião. A mudança religiosa entre os imigrantes está associada com a mudança de valores políticos e sociais que tem crescido entre a comunidade hispânica nos Estados Unidos.

Ainda de acordo com o Centro Pew, três a cada quatro novos protestantes se declaram evangélicos (nos Estados Unidos as igrejas tradicionais e pentecostais são diferenciadas entre reformadas e evangélicas).

Com isso os Estados Unidos continua sendo o país com maior número de protestantes em todo o mundo com 163 milhões de pessoas. Em seguida vem o Brasil com 42 milhões, a Colômbia vem em terceiro lugar com 10 milhões, o México com 8,3 milhões e a Venezuela com 7,8 milhões.

Para os pesquisadores do Centro Pew a perda de fiéis católicos para igrejas protestantes é um fenômeno geral em toda a América Latina. As razões para a mudança de religião foi questionada durante a entrevista, mas os fiéis declararam que se tratam de assuntos muito pessoais.

“Os entrevistados citaram razões como as dúvidas sobre sua própria fé e um terço cita desacordos com as instituições religiosas ou as práticas da igreja”, diz Jessica Martinez do Centro Pew. Com informações El País.

Por Leiliane Roberta Lopes gospelprime

 


%d blogueiros gostam disto: