Ouvir Conselhos Evita Perdas e Danos

At. 27:21-22-23-24

“E, havendo já muito que se não comia, então Paulo, pondo-se em pé no meio deles disse: Fora, na verdade, razoável, Ó varões, ter-me ouvido a mim e não partir de Creta, e assim evitariam este incômodo e esta perdição.

Mas agora vos admoesto a que tenhais bom ânimo, porque não se perderá a vida de nenhum de vós, mas somente o navio.

Porque  esta mesma noite o anjo de Deus, de quem eu sou, e a quem sirvo, esteve comigo, dizendo: Paulo, não temas; importa que sejas apresentado a César, e eis que Deus te deu todos os quantos navegam contigo”

 

Ouvimos conselhos praticamente desde o nascimento, principalmente de nossos pais. Quando chegamos à adolescência esses conselhos se tornam para alguns de nós chatos e entediantes, pois é a fase que extravasamos quase sempre uma certa rebeldia. Quem, porém, prefere obedecer e seguir conselhos desde pequeno, colhe frutos e evita perdas durante toda a sua vida.

 

Nesse texto vemos que Paulo avisou a todos daquele navio, que não deviam partir de Creta naquele momento, porém não o ouviram e zarparam assim mesmo. Que perda terrível, foi-se um navio inteiro, mas pelo fato de haver um homem sensato a bordo, Deus poupou a todos.

Mais à frente no texto, vemos que tiveram que aliviar toda a carga do navio, como único modo  de preservar suas vidas.

Em quantas situações de nossa vida somos obrigados a escolher entre perder alguma coisa, afim de que o dano não seja maior ainda? Talvez a própria vida?

Qual seria sua reação perante um assalto? Se não souber agir com serenidade, poderá ser morto em uma fração de segundo.

Apesar de às vezes tomarmos atitudes insensatas, sem pedir a Deus uma direção, mesmo assim Ele nos dá uma segunda chance, permite que percamos algo para que nos sirva de lição, mas preserva nossa vida e talvez mais ainda.

Você já parou para pensar que possa ter escapado de alguma situação de muito perigo, simplesmente porque alguém orava por você naquele momento crítico, sem sequer saber o que se passava com você. Veja o cuidado de Deus nisso.

Se não fosse por Paulo, Deus poderia muito bem não interferir na situação e todos aqueles homens seriam castigados por agir sem pensar e confiar apenas em si mesmos.

Por outro lado, Deus permite que algo seja tirado de nós e não sabemos bem porquê Ele fez isso, até descobrirmos que aquilo estava sendo endeusado demais. Havia se transformado em nosso bezerro de ouro, uma coisa que tomou totalmente o nosso tempo e a nossa atenção.

Se prestarmos bem atenção, perceberemos que vivemos num mundo onde as coisas tomam muito o nosso tempo, principalmente quando estão todas juntas. Nos sentimos seguros de posse delas e aí começamos simplesmente a amá-las por possuí-las.

Quantos começara a ganhar muito dinheiro e o transformaram no seu deus? Há coisas demais para nos distrair nesta vida e isso merece uma cuidadosa reflexão.

Muitas perdas ocorrem porque as pessoas hoje têm pressa demais, não sabem esperar o momento certo para tomar decisões, às vezes tão importantes, como comprar uma casa, decidir se casar, será que é mesmo o momento certo?

As compras por impulso têm sido a galinha dos ovos de ouro das administradoras de cartão de crédito. Ceder às tentações que o dinheiro propicia hoje em dia é para uns poucos prudentes e sensatos.

O resultado disso é que somos uma geração de individados e deprimidos, que aprendeu a sofrer graças ao crédito fácil. Mamom, o deus das riquezas e do dinheiro está sendo adorado hoje como nunca foi antes.

Não é de admirar que em Ap.13:17 leiamos o seguinte: “Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou número do seu nome”

O comércio sempre fez parte da história do homem, no fim dos tempos ele será decisivo para identificar os adoradores de Mamom. Prudência, sensatez, bom senso, são qualidades cada vez mais rara num mundo onde as pessoas são ávidas por prazer e consumo imediato.

Os imprudentes e insensatos têm sido levado à total ruína  em números cada vez mais alamantes. Sequer sabem que são escravos do que amam.

Exercite a prudência cada vez mais, amado, selecione e avalie o que te aconselham e querem influenciá-lo

Construa sua casa na rocha, na areia várias já foram levadas pelo vento…

 

Por: Marco Aurélio

 

 


%d blogueiros gostam disto: