A Ressureição do Filho da Sunamita

(2ª Reis 4: 8-37)

Temos que ter discernimento espiritual para reconhecermos um homem de Deus.

A sunamita pôde ver em Eliseu um verdadeiro profeta, observando seu trabalho na obra do Senhor. E teve uma atitude: Servia-lhe sempre que este estava na cidade.

Em acordo com seu marido (como todo Casal deve andar), fizeram-lhe um aposento.

Podemos entender isso como abrir o coração para Deus. Sempre que

permitimos que Deus nos direcione, Ele organiza a sua morada, nos  suprindo com o que realmente precisamos.

Deus age com naturalidade e fica à vontade com o Espírito Santo em sua morada.

Ele nos dá aquilo que às vezes  pensamos não sermos merecedores ou não termos mais tempo para determinadas bênçãos. Eliseu profetizou um filho para a sunamita (Deus não olhou o nome real dela, Ele observou o seu coração, a sua conduta).

Quando Deus nos dá uma benção Ele realmente cuida dela.

A sunamita viu seu filho morrer e foi direto ao profeta. Nós temos acesso direto ao Criador. Nas suas dificuldades, clame a Ele.

Quando te perguntarem se está tudo bem com sua família, seu filho, projetos, diga: Vai tudo bem.

Se você está adormecida em algum projeto na sua vida, reavive-o, renove-se.

Sejamos gratos em tudo que Deus nos dá. Pegue sua benção, seus sonhos, seus projetos e siga em frente em nome de Jesus.

Deus te abençoe.

 

Por: Leny Lopes

 

 


%d blogueiros gostam disto: