Blog

26
maio

Teologia do corpo

Estou de volta da The Calgary Reformed Conference, onde dei três palestras sobre Uma Teologia Prática do Corpo. Eu também liderei uma discussão entre a mocidade sobre o assunto e deixe-lhes dez palavras para ponderarem enquanto pensam sobre seus corpos.

1. Estude: Deus revelou a verdade sobre o corpo em Sua Palavra e em Seu Mundo (por meio da ciência). Para prosperar fisicamente, descubra o que puder a partir dessas fontes e também observando as forças e fraquezas de seu próprio corpo.

2. Exercício: Exercício físico é proveitoso – não tanto quanto exercício espiritual, mas um pouco é mais que nada (1 Tm 4.8). Para servir bem a Deus, você precisa se esforçar para manter seu corpo em boa forma.

3. Combustível: Assim como você se preocupa em colocar o tipo e a quantidade certa de gasolina em seu carro, faça o mesmo com a comida e a bebida que você põe em seu corpo. Essa é uma questão de mordomia sobre seu recurso mais valioso. Lembre-se do valor que Deus dá a seu corpo (1 Co 6.20).

4. Descanso: Deus te criou para crescer melhor ao trabalhar por seis dias e descansar no sétimo. Ele também te criou para desenvolver-se por meio do sono.

5. Proteja: Como o corpo do crente é o templo do Espírito Santo (1 Co 6.19), você deve cuidar dele melhor do que faria cuidando de sua casa ou mesmo da Casa Branca. Defenda seu corpo evitando substâncias que o destruam e experiências que possam desfigurá-lo, ferí-lo ou até matá-lo.

6. Submissão: Embora devamos realizar os pontos 1 a 5, também devemos aceitar que nossos corpos caídos nunca serão ideais ou perfeitos. Devemos, portanto, submeter-nos à maneira sábia e incomparável que Deus nos projetou e aceitar nossas limitações, fraquezas, doenças, idade, etc.

7. Cubra-se: Deus não somente criou seu corpo, Ele também fez roupas para cobrí-lo, para sua proteção e também dos outros (Gn 3.21). E lembre-se que não há um prêmio para vestir-se de uma forma que revela mais do que esconde. Mas também não há um prêmio para cobrir-se com os tecidos, cores e roupas muito feias.

8. Controle: Seu corpo foi desequilibrado pelo pecado e facilmente pode se apaixonar por beleza, sexo, força, comida, etc. e transformá-los em apetites destrutivos e desejos obsessivos.  Esteja ciente de suas fraquezas particulares e tome cuidado para não abastecê-las a ponto de elas tornarem-se um senhor dominador (1 Co 6.12)

9. Dedique: Seu corpo é de Deus e para Deus. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (Romanos 12.1).

10. Adoração: Lembre-se de que Jesus assumiu uma natureza humana real, incluindo um corpo completo com todas as suas fraquezas e limitações (exceto o pecado). Ele também entregou aquele corpo para sofrer e morrer por pecadores como você, de forma que Ele pudesse dizer: “Este é meu corpo, partido por vós. Tomai, comei, em memória de mim”.”

Por:  David Murray

Traduzido por Josaías Jr | Reforma21.org | Original aqui











%d blogueiros gostam disto: