Blog

08
jan

Cadê a fé que estava aqui?

“Então, lhes disse: Onde está a vossa fé? Eles, possuídos de temor e admiração, diziam uns aos outros: Quem é este que até aos ventos e às ondas repreende, e lhe obedecem?” (Lucas 8:25).

A vida corria normalmente. Tanto Jesus como os discípulos estavam seguindo os seus ministérios levando a palavra de Deus a várias regiões com grandes sinais e maravilhas. Todos se preparavam para fazer uma nova travessia do lago para a outra margem (Lucas 8:25). Jesus, talvez cansado da dura rotina de seu trabalho, resolve dar um cochilo nesse pequeno tempo de tranquilidade que tinha (Lucas 8: 23). Tudo parecia muito comum, um dia como outro qualquer, no entanto, uma tempestade dessas que se formam pegando de surpresa até mesmo a previsão do tempo, os atingiu.

cade a fé

 

Enquanto Jesus dormia profundamente, o desespero tomou conta do coração dos discípulos que ali estavam. Gritos, medos, ansiedades, dores, temor. Os discípulos acharam que seria o fim. Algo muito parecido com o que ocorre conosco quando passamos por tempestades em nossas vidas, não é verdade? O desemprego, uma doença, uma desesperança, uma dor, enfim, tempestades que vêm sobre nós em dias como o que os apóstolos viveram, dias comuns, mas que trazem repentinamente desafios e perigos ao nosso coração. Dias que preferimos classificar como dias maus (Efésios 6:13).

Jesus, porém, nem fazia caso da tal tempestade, antes, dormia, mas foi despertado pelo desespero de todos ali, porém, resolveu tudo com o poder da Sua palavra (Lucas 8:24). Todas as dores, as angustias, os medos, os desesperos foram resolvidos. Naquele momento todos fitaram Jesus, que disse algo surpreendente a eles: “Onde está a vossa fé?” (Lucas 8:25).

A pergunta de Jesus é quase perturbadora.

Por um lado Jesus pode tê-los questionado sobre o “em que” está a fé deles? Vocês creem em que? Em quem? Onde está a fé de vocês? Em mim? No barco? No bom tempo apenas? Na ausência de adversidades? A fé de vocês está alicerçada apenas nas situações de tranquilidade?

Por outro lado Jesus pode tê-los questionado sobre a existência da fé deles? Cadê a fé de vocês? Não seria o momento de ela ser exercitada? Não era o momento de vocês crerem, de clamarem, de orarem, de repreenderem o vento como eu fiz? Onde está a fé de vocês, ela sumiu?

Jesus não teve a resposta de sua pergunta, mas sabia que os apóstolos haviam entendido perfeitamente aquilo que aconteceu ali. Fé é algo que deve funcionar, deve existir. Deve estar no lugar certo, deve ser exercida quando necessário. Não deve ser apenas algo que dizemos que temos, mas não sabemos usar. As situações do dia a dia servem justamente para que essa fé seja colocada em prática, colocada à prova, serve para que ela funcione em nossa vida!

Nós também somos questionados sobre a nossa fé. Gostamos de não ter problemas, de não passar desconfortos, mas sabemos que no mundo passaremos por aflições (João 16:33). E é nesse momento, das aflições, que Jesus deseja que coloquemos a nossa fé em ação mais do que nunca. É nesses momentos que Jesus quer “acordar” e ver a nossa fé atuante.

Que a façamos funcionar, que a coloquemos em prática. Muitas vezes, como os discípulos, esquecemos a nossa fé em algum lugar, ou a colocamos em algo que a faz ficar inoperante.

A pergunta de Jesus hoje a cada um de nós é: Onde está a sua fé?

Por: Andre Sanchez em : EsboçandoIdeias











%d blogueiros gostam disto: